Notícias

Las chicas de Salcity estão avançadíssimas e você vai ter que aceitar

O tempo voa, e pelo menos pra mim, quando penso no passar do tempo é muito doido… mas uma coisa é certa, esse limiar temporal mexe comigo, e transforma como consigo enxergar a música como um todo e a evolução desse novo cenário soteropolitano. Falar de tempo no começo dessa coluna parece um pouco clichê, porém serve para exemplificar o quão rápido se passaram os anos desde quando conversei com Maya, sobre o primeiro lançamento dela, há dois anos.

Esses dois anos me marcaram quando me dei conta de tal feito, e é evidente a evolução da artista que Maya se tornou. Agora com “Violenta”, seu mais recente single lançado, com direito a videoclipe e com participação de Tertuliana Lustosa, mais conhecida como A Travestis.

Essa parceria começou quando Maya ouviu “Murro na Costela do Viado”, de Tertuliana com um sample da música “Poker Face”, de Lady Gaga. Inclusive, a líder da banda A Travestis é fã assumida da cantora norte-americana. “Eu achei uma jogada bem inovadora assim, não tinha visto aqui em Salvador ainda”, conta Maya.

A cena soteropolitana tem mudado constantemente e seus novos representantes tem colocado trabalhos diferentes na pista, provocativos, dançantes, fazendo com que os consumidores tenham sons com a qualidade que vemos lá fora, mas com nossa veia, com nossa pegada, com nosso dendê. Sobretudo as meninas que estão à frente do pagodão. “Inclusive as meninas que estão no pagodão estão fazendo coisas que perpassam o que os caras já fazem, né? Mas as meninas que estão no pagodão agora, estão inovando e eu estou gostando muito de ver isso”, relata Maya.

O clipe de Violenta é um primor, esteticamente belíssimo e entrega tudo o que uma diva pop merece. De referências a músicas anteriores, até figurinos que entregam tudo. O clipe foi gravado aqui em Salvador, em parceria com o restaurante mexicano Guapo Mexican Bar. Além disso, quem assina a produção e beat do novo single é Éocross e a mix, master e direção vocal de Rodrigo Ruchell.

“Violenta entra nesse sentido, de ser uma mulher avançada, pra frente que não deixa ser abalada pelo caminho por qualquer homem, qualquer pessoa e qualquer ideia”

E dentro dessa ideia avançada, a música, que já é um hit, se mostra ainda mais hit quando esse match entre Maya e Tertuliana acontece de uma forma muito natural, apesar das duas estarem em espectros vocais completamente distintos entre si. Uma mais melancólica na voz e outra um pagodão mais falado, quase como um rap. A forma ácida de como A Travestis se coloca em todas as suas composições foi um valor agregado que a música de Maya precisava, no sentido de um toque mais humorístico que dentro do pagodão atualmente, para mim, só Tertuliana sabe fazer. “Eu acho que isso casou no clipe porque é algo intrínseco dela, ela já tem isso na personalidade dela, na música dela”, disse Maya.

Já para o futuro, Maya prometeu trazer um EP reunindo as minas de Salvador, confesso que fiquei animadíssimo para o projeto que vem por aí, talvez para o próximo ano. Vamos ficar de olho para a chica mais avançada de Salcity.

0 comentário em “Las chicas de Salcity estão avançadíssimas e você vai ter que aceitar

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: