Notícias

Atualização da Playlist Cena Preta com João Guedes

Foto: Paula Guedes

Hoje convidamos ele que é artista multilinguagem, designer, diretor de arte e criativo multimídia, o nosso precioso João Guedes!!!

Enquanto reolha o mundo, João torna questionamentos, sensações, atravessamentos e cosmovisões em múltiplas linguagens, sobretudo imagéticas. É um entusiasta de moda, música, comunicação, audiovisualidades, literatura e cultura digital.

Atuando a pelo menos 6 anos no mercado criativo, tenta unir duas potentes áreas que embora pareçam estar em lados opostos, acredita que podem coexistir e revelar criações ainda mais potentes, são elas: a arte e o design. João pensa o design assim como a arte, mais do que criação, uma ferramenta de indagação, (re)criação de imaginários e emancipação.

Ele não conseguiu se conter e extrapolou na quantidade de músicas pra essa playlist hahaha. Confiram a nossa entrevista sobre como foi essa experiência pra ele e pra o conhecerem mais um pouco.

Amores Sonoros – Como foi que você conheceu o Amores Sonoros?
João Guedes –
Se não me falha a memória conheci o Amores Sonoros pelo twitter. Interagimos por lá a primeira vez e desde então sigo acompanhando o florescer desse projeto que reúne tudo que eu amo: música e gente talentosa.

Amores – Rolou algum critério na seleção das músicas? Se sim, quais? Gosto pessoal, referências?
João –
Sabe que não? Hahaha. Fui construindo de maneira muito intuitiva, inserindo coisas que gosto de ouvir e que me marcou de alguma forma em dado momento da vida. Quando percebi era quase uma playlist de love song. Voltei duas casas e levantei o astral com algumas outras coisas mais enérgicas. E pasme, continuou essencialmente love song. Então cheguei a conclusão de que sou essa pessoa aí, apaixonado no que ouve e no que se propõe. No fim das contas, diria que é uma curadoria que representa muito das minhas dualidades, intimidade, do que me acalanta e faz pulsar. Além disso, é possível sentir uma marcação temporal bem forte. Coisas que vão de Cartola, Gilberto Gil à Linn da Quebrada. Acho que no fundo eu sou uma senhora tropicalista da década de 60/70 no corpo de um jovem gen z, e isso acaba aparecendo invariavelmente nas minhas escolhas sonoras HAHAHA.

Amores – De que forma as músicas e/ou os artistas que você selecionou impactam em seu dia a dia?

João – Música para mim é presença, cura, abraço e combustível. Eu não vivo sem, real. É quase uma relação espiritual. Quando estou num dia não tão legal = música. Quando estou feliz = música. Para rebolar = música. Para conter ansiedade = música. Isso impacta meu dia e meus processos criativos fortemente. Primeiro porque sinto que fico muito mais produtivo no que preciso fazer. Segundo que me coloca em estado de proposição. A escuta me leva para lugares inimagináveis. Enquanto artista multilínguagem, designer é o subsídio perfeito para criar e propor visualidades. Vejo como uma relação de intimidade, que precisa de cuidado e atenção para interagir. Acho mágico esse movimento de escutar algo, tirar uma interpretação daquilo e recriar numa linguagem que talvez ainda não exista. Isso me fascina.
Ter essas vozes por perto me faz sentir maior. É um carinho na minha criança interna, sabe? Grandona sem medo, como diz aquele ditado baiano. Hahahahaha

Foto: Paula Guedes

Amores – Nos conte um pouco sobre o seu trabalho. Quem é João Guedes?
João –
João Guedes é uma pessoa muito intensa e dedicada nas coisas que se propõe. Sensível no que olha. Pontual no que fala. Grande no que escuta. Para além disso, alguém em constante descoberta, tanto de quem se é quanto do que quer. Acho que esses múltiplos desejos me fez TENTAR resumir isso numa titulação que é: artista multilinguagem. Para além do designer e também diretor de arte. Mas o “multilinguagem” consegue contemplar os vários eixos e linguagens (como moda, design, artes visuais, teatro, comunicação, literatura, audiovisual) que me proponho estar e construir as narrativas, sobretudo, imagéticas que eu gostaria que existisse. Meu principal trabalho talvez seja esse. Transitar e fazer fusões entre diferentes linguagens a partir das minhas expertises com as imagens. A próposito, lendo imagem em seu mais amplo sentido. Na visualidade, mas também na escrita, no corpo, no vídeo, na fala, nas memórias e nas experiências. João (ou Jaum) é isso e mais um tantão de coisas que talvez as palavras não dariam conta de descrever. Aí só contratando ele pra saber mais HAHAHA brincadeira, gente.

Amores – E se você pudesse escolher UMA favorita dentro de todas da playlist, qual seria?
João –
Nossa. Difícil, viu? Eu gosto tanto. De todas. Cada uma tem um sentimento muito seu e me toca num lugar muito único. Mas arriscaria dizer “Asas” de Luedji Luna. É uma canção que me preenche por inteiro. Me sinto em voo toda vez que ouço. Ela me transporta para um lugar muito especial.

0 comentário em “Atualização da Playlist Cena Preta com João Guedes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: